Banda de Pau e Corda e Caju e Castanha fecham o ciclo junino no Pátio de São Pedro

< Anterior  Próxima >

image1
Cila do Coco abriu os shows da última noite do Pátio de São Pedro.

A última noite do ciclo junino foi animada no Pátio São Pedro, no bairro de Santo Antônio. O público pode aproveitar os shows da Companhia Dançantes do Passo, Trio Veneno, Cila do Coco, Banda Suprema Corte, Banda de Pau e Corda e Caju e Castanha.

No palco, Cila do Coco fez uma apresentação que homenageava o Recife e botou todo mundo para dançar. A Banda Suprema Corte tocou músicas autorais como “Meu Cancão curou minha filha do cansaço”.

Quem aproveitou a festa, como Amara dos Anjos não parou de dançar. Ela veio acompanhada do filho, da nora e dos netos. “Eu adoro São João, venho sempre. Já fui ao polo do Arsenal, já passei pelo Sítio Trindade. Vim ver toda a programação de hoje no Pátio e estou adorando”, disse.

Fechando o ciclo junino, a Banda de Pau e Corda misturou diversos ritmos nordestinos, em sua apresentação. O grupo completa quatro décadas de existência, este ano. Os músicos apresentaram composições próprias como “Vamos Suspirar” e canções inéditas gravadas com Dominguinhos, uma chamada “Trens Madrugueiros”. “O São João é uma época maravilhosa. É o nosso carnaval, o carnaval do Nordeste. E o São João do Recife é muito bom, têm muitas variedades. O nosso maior patrimônio é o nosso forró”, disse o vocalista Banda, Marcílio Fonseca.

Já Cajú e Castanha levaram muito forró para o Pátio. A dupla subiu ao palco por volta da meia-noite e ainda encontrou o público cheio de energia para dançar. Com um repertório divertido e repleto de sons nordestinos como a embolada, não teve quem ficou parado. “Viemos para fazer o povo dançar. O São João do Recife é bom demais!”, disse Cajú.

Patrocinadores

patrocinadores